DOC e TED, conheça essas modalidades de transferência de valores

Para fazer uma transferência de valores entre diferentes instituições financeiras, o DOC e o TED são algumas das opções mais indicadas. É claro que você também pode sacar o valor da sua conta e ir até a outra instituição financeira depositá-lo. Mas nem sempre isso é viável (ou seguro). Por isso, realizar pagamentos ou transferências por meio de DOC ou TED já é um hábito comum para muitos correntistas. Mas, você sabe quando utilizar cada uma dessas modalidades?

 

Fica difícil decidir quando a gente nem sabe o que eles significam. Para resolver esse problema, vamos entender qual a diferença entre o DOC e o TED.

  • DOC

DOC é a abreviação de Documento de Ordem de Crédito e refere-se a uma modalidade de transferência de valores entre instituições, sendo que:

Só podem ser feitas transferências em DOC de no máximo R$ 4.999,99;

O DOC passa pelo Sistema de Compensação Bancária e só é compensado a partir do dia seguinte à solicitação (tem prazo de um dia útil para ser processado);

Dentro de um prazo limite, pode ser mais fácil cancelar um DOC.

  • TED

TED quer dizer Transferência Eletrônica Disponível e também é destinado a transações entre instituições diferentes, só que:

Não tem limite de valores para transferência;

Não passa pelo Sistema de Compensação e é consumado instantes após sua solicitação;

Pode ser mais difícil cancelar um TED (deve ser feito direto com o recebedor);

Dependendo da instituição, pode ser cobrada uma tarifa ligeiramente superior ao DOC devido à sua rapidez e praticidade.

  • O QUE É MELHOR: DOC ou TED?

Depende da situação:

Se você tem pressa na transferência, o TED é imediato;

Se o recebedor pode esperar pelo dia seguinte, o DOC pode ser melhor;

Se você vai transferir mais de R$ 5 mil, precisará fazer um TED;

Se for transferir menos, pode ser um DOC.

  • Como fazer um DOC ou um TED?

Em ambos os casos, para fazer a transferência, você precisará dos seguintes dados:

Código do banco do recebedor;

Número da agência e da conta do recebedor;

Identificação do recebedor (titular da conta) – nome e CPF ou CNPJ.

Além disso, você pode realizar um DOC ou um TED pelo próprio “Internet Banking” a partir de um computador ou de um celular, caixa eletrônico ou pode dirigir-se diretamente ao caixa de sua agência bancária e contar com a ajuda de um atendente. Mas atenção: podem ser cobradas diferentes tarifas para a realização de DOC ou TED em cada um desses meios de atendimento.

  • CUIDADOS

Ter o máximo de atenção ao fornecer seus dados ou digitar os dados de um recebedor;

Conferir tudo que foi informado antes de confirmar a operação;

Guardar o comprovante de transferência;

Em caso de DOC, se perceber um engano no mesmo dia, entrar em contato com seu gerente para cancelar a transação;

Se houver engano em um DOC agendado, cancelar o agendamento em um dos canais de atendimento;

Se houver engano com um TED, procurar diretamente o recebedor para reaver o dinheiro.

  • QUANTO CUSTA CADA TED ou DOC?

Como o Banco Central não definiu um valor, cada banco cobra o que quer. Por isso, se você vai abrir uma conta nova, vale a pena pesquisar os pacotes que existem e ver qual deles é mais justo pra você.

  • COMO PAGAR MENOS?

Algumas instituições financeiras costumam cobrar taxas mais baratas caso o DOC ou TED seja feito pela Internet ou no caixa eletrônico.

No site da FEBRABAN, Federação Brasileira de Bancos, é possível conferir as tarifas cobradas por cada instituição.

CONCLUSÃO

Transferências por DOC e TED, são formas práticas e seguras de transações bancárias. Não existe uma opção melhor que a outra, tudo vai depender da sua necessidade, urgência e do valor transferido. Porém, escolher a melhor alternativa para sua situação presente é muito importante, fique atento.

Um consultor financeiro poderá te ajudar escolher a melhor opção para cada situação. Conte com a W1!

Até a próxima!

Ricardo Eduardo – Consultor de Economia W1